Equador: Bandidos invadem canal de TV

Publicado por: Feed News
09/01/2024 21:13:06
Exibições: 125
Imagem: Fontes abertas/captura de tela
Imagem: Fontes abertas/captura de tela

O presidente do Equador anunciou que o país se encontra em estado de conflito armado interno

 

Uma gangue armada assumiu o controle do canal de TV equatoriano TC Televisión e fez como refém um dos apresentadores do programa analítico. A CNN escreve sobre isso .

Os homens encapuzados e com armas nas mãos obrigaram a equipe a se deitar no chão do estúdio. Tiros e gritos podiam ser ouvidos ao fundo. O vídeo do incidente ficou disponível nas redes sociais.

 

Após a captura do estúdio, o canal de TV continuou a transmitir o que estava acontecendo por cerca de 15 minutos. 

 

A polícia nacional do Equador disse que unidades especializadas responderam à emergência e prenderam “várias pessoas”.

 

Apesar das declarações de autoridades equatorianas sobre a libertação de alguns reféns e a prisão de vários terroristas, a quadrilha que assumiu o controle do canal TC Televisión publicou um vídeo com o apresentador do programa analítico Después de el noticiero Jorge Estevez, que foi levado refém.

 

Segundo relatos da mídia local, o presidente equatoriano Noboa já ordenou ao exército regular que neutralizasse todos os bandidos que organizaram tumultos e fizeram reféns em várias cidades do país. Daniel Noboa anunciou que o país se encontrava em estado de conflito armado interno após a tomada de reféns.

 

Recentemente o nível de criminalidade no Equador aumentou - o número de gangues começou a aumentar e começaram a atacar não apenas cidadãos pacíficos, mas também delegacias de polícia.

 

Em 8 de janeiro, o presidente declarou estado de emergência em todo o país depois que José Adolfo Macias Villamar, líder de uma das maiores gangues do país, escapou da prisão e foi condenado a 34 anos de prisão.

 

Várias explosões, sequestros e tumultos nas prisões atingiram o país poucas horas após a declaração do estado de emergência. Sabe-se que pelo menos sete policiais foram sequestrados em três cidades diferentes.

 

Com informações da GLAVCOM

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados