Estreptococo do Grupo A Pode Matar em Apenas 48 Horas

Publicado por: Feed News
16/06/2024 15:44:35
Exibições: 237
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Previsão de 2.500 Casos de Síndrome do Choque Tóxico em 2024


A "Bactéria Carnívora" que Pode Matar em Dois Dias Espalha-se pelo Japão

 

O Japão está enfrentando um grave surto de uma bactéria rara e potencialmente letal. Até 2 de junho, 977 casos de síndrome do choque tóxico estreptocócico foram identificados, superando o recorde de 941 casos notificados em todo o ano passado. De acordo com previsões dos cientistas, o número de casos pode chegar a 2.500 até o final do ano, com uma taxa de mortalidade alarmante de 30%.

 

A Ameaça da Síndrome do Choque Tóxico Estreptocócico
A responsável por essa doença devastadora é a "bactéria carnívora" conhecida como estreptococo do grupo A (GAS). Embora geralmente cause apenas inchaço e dor de garganta, em casos raros, pode levar a um rápido desenvolvimento de sintomas graves. Esses incluem dor e inchaço das extremidades, febre, pressão arterial baixa, necrose, problemas respiratórios, falência de órgãos e morte.

Ken Kikuchi, professor de doenças infecciosas da Universidade Médica Feminina de Tóquio, destacou a gravidade da doença: "A maioria das mortes ocorre em 48 horas. Assim que o paciente notar inchaço no pé pela manhã, ele pode se espalhar para o joelho na hora do almoço. Depois disso, o paciente pode morrer em 48 horas."

 

Aumento Global de Casos
Este não é um problema isolado do Japão. Recentemente, surtos desta doença foram observados em outros países. Até o final de 2022, pelo menos cinco países europeus relataram à Organização Mundial da Saúde (OMS) um aumento de casos de doença estreptocócica invasiva do grupo A (iGAS). Este aumento coincidiu com o levantamento das restrições impostas devido à pandemia de coronavírus, segundo a OMS.

 

Medidas de Prevenção
Para combater o avanço desta doença mortal, o professor Kikuchi enfatizou a importância de práticas de higiene rigorosas, como lavar as mãos regularmente e tratar qualquer ferida aberta com cuidado. Ele explicou que os pacientes podem portar estreptococos do grupo A no intestino, aumentando o risco de contaminação das mãos após defecar.

 

Contexto Global de Doenças Infecciosas
Este surto ocorre em um momento de crescente preocupação com doenças infecciosas ao redor do mundo. Recentemente, a OMS informou a primeira morte humana causada por uma estirpe de gripe aviária H5N2 no México. Além disso, o Ministério da Saúde de Honduras declarou estado de emergência devido ao aumento de casos e mortes por dengue, uma doença infecciosa aguda transmitida por mosquitos.

Compartilhar

Vídeos relacionados