ADOÇANTES: Deterioração da memória e capacidade de aprender.

Publicado por: Editor Feed News
30/10/2023 13:00:00
Exibições: 142
Aspartame pode ser perigoso/Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Aspartame pode ser perigoso/Cortesia Editorial Pixabay/iStock

Pesquisadores descobriram novos perigos de um adoçante popular

 

Um novo estudo conduzido por cientistas mostrou uma ligação entre o uso de aspartame e a deterioração das capacidades cognitivas.

 

O aspartame é um adoçante artificial amplamente utilizado em produtos com baixo teor de açúcar. Acontece que pode ter um efeito negativo nas funções cognitivas humanas.

 

O estudo , publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, é o resultado do trabalho de cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade da Flórida. Eles estudaram o efeito do aspartame na memória e nas habilidades cognitivas.

 

Os cientistas realizaram uma série de experimentos em animais de laboratório e descobriram que o uso de aspartame em quantidades significativas leva ao comprometimento da memória e à capacidade de aprendizagem. Este efeito é especialmente pronunciado em indivíduos que consomem aspartame por um longo período.

 

Durante os experimentos de 16 semanas, os ratos foram divididos em três grupos: um grupo de controle que consumiu apenas água e um grupo que consumiu 7% da ingestão máxima recomendada de aspartame pelo FDA, que é o equivalente humano a dois copos de refrigerante diet. por dia. sua água, e o grupo que consumiu 15% da norma de aspartame ( quatro refrigerantes diet por dia).

 

Os ratos do grupo de controle sem aspartame lidaram com a tarefa que os cientistas lhes atribuíram mais rápido do que todos os outros. Aqueles que tomaram aspartame demoraram muito mais para aprender a tarefa.

 

O aspartame é usado em muitos refrigerantes, alimentos dietéticos e gomas de mascar como substituto do açúcar. No entanto, os resultados do estudo levantam questões sobre a segurança do seu uso.

 

Os cientistas apelam a mais investigação e a uma monitorização mais cuidadosa do conteúdo de aspartame nos produtos, especialmente tendo em conta a sua utilização generalizada entre os consumidores, incluindo crianças e adolescentes.

 

Este estudo pode ter implicações a longo prazo para a regulação do uso de aspartame nos alimentos e destaca a importância de prestar atenção à composição e aos efeitos potenciais dos aditivos artificiais.

 

Informação legal. Este artigo contém informações gerais de caráter referencial e não deve ser considerado uma alternativa às recomendações de um médico. A TV não se responsabiliza por qualquer diagnóstico feito pelo leitor com base nos materiais do site. A TV também não é responsável pelo conteúdo de outros recursos da Internet vinculados neste artigo. Se você está preocupado com sua saúde, consulte um médico

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados