Ucrânia mostrou como são seus Drones de superfície

Publicado por: Feed News
21/08/2023 11:04:37
Exibições: 86
sbu.gov.ua
sbu.gov.ua

O Serviço de Segurança da Ucrânia divulgou um vídeo e uma foto de seus drones de superfície SeaBaby.

 

A publicação apareceu depois que o chefe da SBU, Vasyl Malyuk, em um comentário ao SNN, disse que esses drones atacaram a ponte Kerch em julho, o grande navio de assalto anfíbio "Olenyohirsky Mine" e o petroleiro SIG .

 

Segundo Malyuk, os drones são fabricados em uma das fábricas subterrâneas da Ucrânia. "Sea baby" pode carregar uma carga de combate de 450 a 850 kg de explosivos.

 

Ele acrescentou que o desenvolvimento desses drones e sua produção estão sendo trabalhados pela equipe da SBU, que é auxiliada por engenheiros civis e especialistas em TI.

 

Dois drones de superfície separados foram usados ​​para destruir o navio de assalto anfíbio russo e o navio-tanque SIG, cada um com uma ogiva de 450 quilos, disse o chefe da SBU.

 

Ele enfatizou que todos os alvos afetados são "completamente legais" de acordo com a legislação ucraniana e as normas do direito internacional.

 

De acordo com Malyuk, os parceiros ocidentais não participam dessas operações especiais, mas "adotam ativamente a experiência única da SBU".

 

Este mês, a inteligência britânica disse que, devido aos ataques de drones ucranianos, as rotas de abastecimento militar da Rússia no Mar Negro "estavam em risco" e a Ucrânia conseguiu encontrar um "elo fraco".

 

Ataques na Crimeia ocupada ocorrem regularmente, em particular, explosões são relatadas perto da Ponte Kerch , que conecta a península ocupada com a Rússia. As autoridades da Federação Russa culpam o exército ucraniano pelas explosões ou os chamam de exercícios. Kiev confirma oficialmente seu envolvimento em apenas alguns ataques.

 

Em particular, o secretário do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia, Oleksiy Danilov, confirmou o envolvimento do Serviço de Segurança do país em ambos os ataques à ponte de Kerch : em outubro de 2022 e em 17 de julho de 2023.

 

O ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksiy Reznikov, disse em entrevista à CNN que a Ucrânia continuará a atacar na Crimeia ocupada e a atacar a ponte Kerch , que liga a península à Rússia.

Com informações da Radio Svoboda (UA)

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar