jornal alemão despede 200 pessoas. Inteligência Artificial vai substituí-las

Publicado por: Editor Feed News
22/06/2023 20:29:48
Exibições: 206
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

O jornal alemão Bild vai desativar 200 postos de trabalho no âmbito de uma transição para o jornalismo exclusivamente digital.

 

Inteligência artificial deverá substituir profissionais em determinadas funções.

A editora Axel Springer anunciou a intenção de desativar 200 postos de trabalho no tabloide Bild, o mais vendido da Alemanha, e no diário Die Welt.

 

Segundo a Deutshe Welle, a empresa vai também encerrar cerca de um terço dos seus escritórios regionais em todo o país.

 

A medida faz parte de uma transição para a produção digital, no âmbito da qual algumas funções poderão tornar-se obsoletas com a adoção de Inteligência Artificial.

 

“As atuais mudanças estruturais vão resultar em cortes de postos de trabalho“, diz um e-mail enviado esta segunda-feira aos funcionários pela Administração da empresa . “Estamos a afastar-nos de produtos, projetos e formas de fazer as coisas que nunca mais serão lucrativas“.

 

Também a equipe de gestão será reestruturada nesta transformação digital e impressa” da empress, acrescenta o email. As mudanças terão efeito até ao mês de janeiro de 2024.

 

Segundo a agência de notícias EPD, os cerca de 200 cortes deverão ocorrer nos setores da redação, publicação e marketing, e o número de edições regionais deverá ser reduzido de 18 para 12.

 

Com a automatização e padronização da edição imprensa do jornal, a maior parte dos postos de trabalho nos departamentos de produção será brevemente e gradualmente eliminada e substituída por IA.

 

Os cortes afetam também as funções de chefe de redação, editor-chefe, revisor, secretário e redator fotográfico.

 

Além de uma redução de custos anuais de cerca de 100 milhões de euros,  a Axel Springer pretende com estes cortes “agilizar workflows e hierarquias e optimizar os níveis de chefia”.

 

O presidente da empresa, Mathias Döpfner, tinha já anunciado em fevereiro uma redução dos postos de trabalho do Bild e do Die Welt, sob o lema “Digital only“.

 

Em entrevista à Fortune, Döpfner afirmou na ocasião que brevemente a IA iria tornar os jornalistas humanos obsoletos na “agregação de informação”, e que só sobreviveriam as publicações que criassem “o melhor conteúdo original”, como jornalismo de investigação.

Com informações do Planeta ZAP 

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados