Saiba as principais rotinas que só servem para perder tempo

Publicado por: Feed News
10/04/2023 11:38:59
Exibições: 230
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

Identificamos ao menos as 20 rotinas, entre outras,  que é pura perda de tempo

 

Psicológicamente falando, há coisas que preenchem o dia-a-dia… que na verdade deveriam deixar de preencher.

 

No original, lemos que esta é uma lista de time wasters. Ou seja, vem aí um amontoados de coisas que costumamos fazer que só servem para desperdiçar tempo.

 

De cara, para chocar voce, eis algumas dessas rotinas do nosso cotidiano que só servem para perder tempo

1. Fazer compras online:

2. Ver programas de TV:

3. Jogar jogos online:

4. Navegar nas redes sociais:

5. Participar de fóruns online:

6. Assistir a vídeos:

7. Escutar música:

8. Fazer cruzadinhas:

9. Jogar videogame:

10. Estudar as tendências de moda:

Quer mais algumas?

11. Jogar cartas:

12. Fazer ligações telefônicas:

13. Mandar e-mails:

14. Fazer compras em lojas físicas:

15. Ler revistas:

16. Ir ao cinema:

17. Cozinhar:

18. Escrever cartas:

19. Jogar bingo:

20. Organizar o armário:

 

É tempo mal gasto, se preferir essa definição, de acordo com a conta Live Philosophy no Twitter.

Uma das primeiras primeiras rotinas que podemos dispensar é preocupar. Ser uma pessoa desleixada não é bom. Mas ser uma pessoa demasiado preocupada pode ser pior. Quando nos estamos sempre a ocupar com (pre) ocupações, estamos sempre a ocupar mal o tempo.

Esta é uma preocupação mais específica e muito comum: preocupação com o que os outros pensam. Convenhamos que é bem mais importante o que nós pensamos de nós próprios.

 

A terceira é queixar. Quanto mais nos queixamos, fica a sensação (muitas vezes errónea) de que a nossa vida está mesmo má. Mas somos nós que estamos a afundá-la, porque estamos constantemente a apresentar queixas.

 

É bom lembrar que as queixas trazem mais queixas. Por vezes, exageradas e sem olhar o todo. Sim, há coisas que não vão bem; na minha família há 3 pessoas desempregadas – mas o restante têm emprego.

 

Pensar demais também não é muito bom. Tem a ver com os dois pontos anteriores, na verdade. Pensamos muito e vivemos pouco. Aproveitamos pouco.

 

Ver televisão. Esta é discutível, sim. Para muitas (para cada vez mais pessoas, parece), é uma perda de tempo. Para outras, é uma rotina essencial, libertadora ou aprazível. Ou até educativa, depende do contexto.

 

Na lista aparece também procrastinar. “É para amanhã, deixa lá, não prrrecisa ser hoje”. Mas amanhã vamos adiar outra vez, dizia o Variações, com razão. E depois, dia após dia, semana após semana, ficamos sempre com a consciência de que aquilo bem que poderia ter sido feito. Sentimo-nos condicionados, incompletos, talvez. Ou uma falha, mesmo.

 

medo de falhar é uma constante. Mas isso, convenhamos, é difícil controlar em muitos casos. Depende quase sempre do contexto daquela pessoa, da forma como cresceu ou foi educada.

 

Tentar melhorar é positivo; tentar ser perfeito pode ser uma perda de tempo. “Não existe ninguém perfeito” – será que o leitor já se cruzou com essa frase? Provavelmente, sim. Aprenda a lidar, a viver, a aproveitar, com as virtudes que tem e com as “falhas” que tem.

 

Ficar à espera que a inspiração apareça. Isto sim, pode ser uma perda de tempo que dura e dura… Não só no mundo criativo. Em praticamente todos os momentos da vida. A inspiração é essencial, mas temos de ir atras dsso. Temos que ir à luta.

 

Por fim, é um erro, e uma dupla perda de tempo, repetir o mesmo erro. Já poderíamos ter aprendido com o que fizemos na situação anterior.

 

   Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados