Os militares que cometeram atrocidades na cidade de Bucha voltarão à Ucrânia

Publicado por: admin
05/04/2022 11:18:25
Exibições: 140

De acordo com a inteligência ucraniana, a 64ª Brigada de Fuzileiros Motorizados do 35º Exército de Toda a Rússia, cujos soldados massacraram e torturaram civis em Bucha, retornará para lutar na Ucrânia.

 

Detalhes : Sabe-se que a partir de 4 de abril, a brigada foi retirada para a Bielorrússia e estava localizada perto da cidade de Mozyr.

 

Até 6 de abril, o pessoal será transportado de trem para Belgorod, na Rússia.

 

Depois de umas férias de dois dias, eles planejam retornar à Ucrânia em um dos pontos "mais quentes", aproximadamente - direção Kharkiv. Como regra, as unidades russas que saem da zona de combate recebem muito mais tempo para se recuperar e descansar.

 

Literalmente : Tal cronograma indica que a "64ª Brigada" está aguardando "tarefas especiais". O primeiro deles: intimidação de habitantes de assentamentos da Ucrânia. Aqueles que cometeram os crimes de genocídio em Bucha podem repetir isso novamente em outras cidades.

 

Outro objetivo do rápido retorno da 64ª Brigada à Ucrânia é a rápida "eliminação" de testemunhas desnecessárias. Ou seja, realocação para uma parte do front onde eles não terão chance de permanecer vivos para impossibilitar o depoimento em futuros tribunais”.

 

Mais detalhes : De acordo com a inteligência ucraniana, os soldados se opõem a retornar à Ucrânia. No entanto, o comando russo ignora isso e ameaça o tribunal se ele se recusar a continuar lutando. Relatórios de lançamento não são aceitos.

 

Resumo: 

  • Em 1º de abril,  a cidade de Bucha foi libertada  dos militares russos. Em 2 de abril, o prefeito de Bucha, Anatoliy Fedoruk, anunciou que quase 300 cidadãos foram enterrados em  valas comuns e que  dezenas de cadáveres jaziam nas ruas, alguns com as mãos amarradas. Na manhã de 4 de abril, 330-340 civis russos mortos em Bucha foram enterrados  .

 

  • Em 3 de abril, o Procurador-Geral anunciou que 410 corpos  de civis mortos haviam sido removidos do território de Kiev Oblast, que havia sido liberado dos ocupantes,  para exame.

 

  • A Agência Central de Inteligência do Ministério da Defesa da Ucrânia publicou  uma lista de militares da 64ª  Brigada de Rifle Motorizado Separada da Rússia que cometeram crimes contra ucranianos em Bucha, perto de Kiev.

 

Fonte : Agência Central de Inteligência / pravda.com.ua

Editado por Mike Nelson

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários