Vitiligo: o que é? | TVCARUARU.com Mobile Television Network

Saiba como tratar e quais são os sintomas   É uma doença frequente que afeta cerca de 1% da população. O vitiligo se caracteriza pela presença de manchas acrômicas (sem pigmentação) principalmente na face, extremidades dos membros, genitais, cotovelos ...

vitiligo, pigmentação, dermatologia

Vitiligo: o que é?

Publicado por: Redação
09/10/2021 17:27:37
CortesiaArmin Rimoldi/ Pexels
CortesiaArmin Rimoldi/ Pexels

Saiba como tratar e quais são os sintomas

 

É uma doença frequente que afeta cerca de 1% da população. O vitiligo se caracteriza pela presença de manchas acrômicas (sem pigmentação) principalmente na face, extremidades dos membros, genitais, cotovelos e joelhos, mas podem acometer quase toda a pele. Quando atinge áreas pilosas, os pelos ficam brancos.

 

As lesões se formam devido à diminuição ou ausência de melanócitos (células responsáveis pela formação do pigmento melanina, que dá cor à pele) nos locais afetados. A causa da doença ainda é desconhecida, mas fenômenos autoimunes parecem estar associados ao vitiligo. Além disso, já se sabe que fatores emocionais podem desencadear ou agravar a doença.

 

O vitiligo tem curso crônico. Não há como prever a evolução da doença, que pode permanecer estável durante anos, voltar a se desenvolver ou regredir espontaneamente. A doença se apresenta de forma e intensidade variadas em cada paciente; portanto, o tratamento indicado pelo dermatologista deve ser individualizado, de acordo com cada caso.

 

Existem medicações tópicas, de uso oral e fototerapia (banho de luz ultravioleta) para o tratamento da doença. Nos casos de vitiligo estável (quando não surgem novas lesões e as existentes não aumentam de tamanho), algumas técnicas cirúrgicas promovem a transferência de melanócitos obtidos em áreas de pele saudável para a área afetada. Uma vez incorporados ao tecido estes iniciam a produção de melanina, repigmentando a lesão.

 

Independente do tratamento, a melhora do vitiligo é demorada e exige paciência.

 

No caso das crianças, é importante que os pais tentem se controlar para não transmitir sua ansiedade para elas, dificultando assim o tratamento.

 

É importante lembrar que o vitiligo não traz nenhuma alteração de saúde apesar do grande distúrbio estético.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários