Calor não afasta corona vírus, alertam cientistas | TVCARUARU.com TV Para Dispositivos Móveis

A propagação do novo coronavírus (covid-19) não deverá diminuir com o aumento das temperaturas, alertaram membros do Comité de Doenças Infecciosas Emergentes da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.   O aviso dos especialistas norte-america...

corona, hidroxicloroquina, cloroquina, virús, pandemia, epidemia, contágio, mortes, china, wuhan, oms, notícias, infectologistas

Calor não afasta corona vírus, alertam cientistas

Publicado por: Redação
13/04/2020 17:59:52
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

A propagação do novo coronavírus (covid-19) não deverá diminuir com o aumento das temperaturas, alertaram membros do Comité de Doenças Infecciosas Emergentes da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

 

O aviso dos especialistas norte-americanos foi enviado à Casa Branca através de uma carta, contrariando as suposições de que o verão poderia ajudar a fazer desaparecer a covid-19, detalha o jornal britânico The Independent.

 

“Existem evidências que sugerem que [o novo coronavírus] pode ser transmitido com menos eficiência em ambientes com temperatura mais elevadas e níveis de humidade mais altos. No entanto, e tendo em conta a falta de imunidade das pessoas de todo o mundo, esta redução na eficiência de transmissão pode não levar a uma redução significativa da propagação da doença sem que sejam adotadas em simultâneo importantes medidas de intervenção de saúde pública”, pode ler-se na missiva.

 

Citando dados da China, onde a pandemia nasceu no fim do ano passado, os especialistas referem que, mesmo sob condições máximas de temperatura e humidade, o vírus conseguiu espalhar-se “exponencialmente” naquele país.

 

Apesar de reconhecerem que existem alguns estudos que sustentam que a propagação pode diminuir com altas temperaturas e níveis mais altos de humidade, os cientistas frisam na mesma carta enviada à Casa Branca que o vírus se transmite rapidamente em países com climas mais quentes, como é o caso da Austrália e do Irão.

 

“Não devemos assumir uma diminuição no número de casos associada ao aumento da humidade e da temperatura”, rematam os cientistas.

 

Em meados de março, a Organização Mundial de Saúde (OMS) deixou o aviso de que é “uma falsa esperança” acreditar que a nova estirpe do coronavírus desapareça no verão, com o aumento das temperaturas, como costumar acontecer com o vírus da gripe.

 

O diretor-executivo da OMS disse que esse cenário é um mito, uma vez que não se conhece ainda o comportamento do vírus.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Ganhe Dinheiro Revendendo Roupas