Itamaracá ganha loja com produtos artesanais de reeducandos | TVCARUARU.com Televisão via Internet

Prestigiar o trabalho dos reeducandos artesãos das unidades prisionais (UPs) do Estado é o principal objetivo da criação da loja de artesanato da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), ligada à Justiça e Direitos Humanos, inaugurada nesta ter...

noticias, artigos, notas, releases, pautas, tv, acontecimentos, fatos, reportagens

Itamaracá ganha loja com produtos artesanais de reeducandos

Publicado por: Redação
01/05/2019 15:42:53
Imagem: Márcia Galindo/Seres
Imagem: Márcia Galindo/Seres

Prestigiar o trabalho dos reeducandos artesãos das unidades prisionais (UPs) do Estado é o principal objetivo da criação da loja de artesanato da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), ligada à Justiça e Direitos Humanos, inaugurada nesta terça (30.04), no Engenho São João, em Itamaracá. O local, idealizado pela Gerência de Produção/Seres, com o apoio de parceiros, funciona às margens da BR 101 e dispõe de mais de 40 itens produzidos por detentos do regime semiaberto e fechado.

 

Quem visitar a loja – onde nasceu o abolicionista João Alfredo em 1835 e foi um dos primeiros engenhos do Brasil - encontrará jogos e objetos de decoração como quadros, porta-retratos, tapetes e brinquedos produzidos nas mais variadas técnicas artísticas. Esses objetos disponíveis para a venda se misturam a peças antigas como o forno à lenha que passou por reformas e pintura mantendo suas características originais. “Esse projeto representa um resgate histórico para Itamaracá e para o turista que visitar a ilha. As parcerias são essenciais para ações como essa, ainda mais com a participação dos reeducandos”, destacou o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues. Toda a reforma física foi feita com a mão de obra carcerária.  

 

Se por um lado reeducandos expõem seus trabalhos, por outro a detenta da Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL), Priscilla Lima, 25 anos, comemora o seu primeiro emprego fora da unidade prisional. Ela fará o atendimento aos clientes. “Espero que mais colegas tenham essa oportunidade, isso aqui é muito bom para quem está começando do zero. Darei o melhor de mim”, assegurou. Os reeducandos que trabalham recebem um salário mínimo, 25% é liberado após a liberdade.  

 

“Abrirmos essa loja foi um desafio, pois com todas as dificuldades enfrentadas conseguimos com a ajuda, principalmente, dos reeducandos e parceiros”, acrescentou o gerente de Convênios e Projetos/Seres, Walfrido Uchoa. Estiveram presentes na inauguração gerentes de unidades prisionais, o chefe de Gabinete, Renato Pinto, o prefeito de Itamaracá, Mozar Tato, e convidados. A loja estará aberta de quinta a domingo, das 9h às 17h

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Ganhe Dinheiro Revendendo Roupas

Vídeos relacionados