Detentos do presídio de Limoeiro participam de curso de panificação | TVCARUARU.com Televisão para Dispositivos Móveis

A ação conta com parceria do Ceasa e objetiva qualificar os privados de liberdade para o mercado de trabalho A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, realizará, nesta terça (04 de setembro...

funase, reeducandas, pernambuco, educandos, gênero, sexualiadade, cursos

Detentos do presídio de Limoeiro participam de curso de panificação

Publicado por: Redação
04/09/2018 15:54:16
Divulgação
Divulgação

A ação conta com parceria do Ceasa e objetiva qualificar os privados de liberdade para o mercado de trabalho

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, realizará, nesta terça (04 de setembro), o Curso de Panificação para detentos da Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra (PDEPG), em Limoeiro, no Agreste pernambucano. A ação conta com a parceria do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) que já abastece, rotineiramente, as unidades prisionais de todo o estado. O curso, que objetiva qualificar a população carcerária, ocorrerá na padaria-escola da unidade prisional.

 

Durante todo o dia, 16 reeducandos - sendo oito que já trabalham na padaria e oito na cozinha - aprenderão técnicas para aprimorar e padronizar as receitas dos pães já ofertados aos detentos - só que no tipo francês e crioulo - e produzir novos tipos como pão doce, bolachão e carteira. Atualmente, os reeducandos produzem sete mil pães diariamente. O treinamento renderá aos privados de liberdade remição de pena e certificado de qualificação.   

 

Semente de abóbora – Também fruto da parceria Seres/Ceasa, os detentos da penitenciária conseguem unir experiência profissional e alimentação saudável com a produção da farinha de semente de abóbora usada para fazer o pão. O projeto, idealizado por nutricionistas do Programa de Alimentação Prisional do Estado de Pernambuco, beneficia os 60 detentos de Limoeiro submetidos a dietas de restrição alimentar.

 

As sementes de cerca de 130 quilos de abóbora usados em sopa, feijão e outros alimentos são transformadas em farinha e, por fim, no pão que chega aos detentos. Diariamente, são 250 pães de semente de abóbora distribuídos aos presos com doenças como diabetes. O projeto já existe nos presídios de Igarassu, na RMR, e Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

 

Por Franci Almeida/Seres 
Fotos: Divulgação/Seres 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Ganhe Dinheiro Revendendo Roupas

Vídeos relacionados