Inovador projeto Cinesolar leva em uma van a magia do cinema a Caruaru | TVCARUARU.com Televisão para Dispositivos Móveis

O Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante, que exibe filmes a partir da energia solar, estará na próxima quarta-feira, dia 30 de agosto, em Caruaru, no interior de Pernambuco. Na cidade, serão exibidos a partir das 18h30 curtas ...

cinema, curta, caruaru, cinesolar

Inovador projeto Cinesolar leva em uma van a magia do cinema a Caruaru

Publicado por: Redação
28/08/2017 18:34:55

O Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante, que exibe filmes a partir da energia solar, estará na próxima quarta-feira, dia 30 de agosto, em Caruaru, no interior de Pernambuco. Na cidade, serão exibidos a partir das 18h30 curtas com a temática da sustentabilidade e às 19h30 o longa-metragem “Cine Holliúdy”. As 19h15 acontece uma apresentação do grupo Maracatu Mirim. A entrada é franca e aberta a todos.

 

O projeto é realizado pela Brazucah Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e tem, pelo terceiro ano, o patrocínio da Votorantim Cimentos.

 

O Cinesolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público, telão com metragem de 200 polegadas, sistema de projeção e som e até um estúdio de gravação. Quando chegam aos locais de exibição tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas.

 

No período da tarde, das 14h às 17h, acontece a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a 30 alunos de 12 a 14 anos da Escola Municipal Mestre Vitalino. Além de participarem de uma introdução ao audiovisual e de desenvolver um roteiro de cinema, durante a oficina esses jovens produzem um curta-metragem, que é exibido à noite, junto com os outros filmes da programação. 

         Durante as sessões de cinema acontece também a Eco Estúdio Solar - exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.  (Veja no release, box com a programação do evento)

 

O Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar, estará na próxima quarta-feira, dia 30 de agosto, em Caruaru, em Pernambuco. A programação acontece na Praça do Artesão, no Alto do Moura. Em caso de chuva, será no Clube dos Artesãos, ao lado do campo de futebol. A programação é intensa: das 18h30 às 19h15 serão exibidos curtas com a temática de sustentabilidade. Das 19h15 as 19h30 acontece a apresentação de um grupo local, o Maracatu Mirim. Às 19h30 será exibido o longa “Cine Holliúdy”, dirigido por Halder Gomes, com Edmilson Filho, Miriam Freeland, Roberto Bomtempo e Falcão no elenco. A entrada é franca e aberta a todos.

 

O projeto é realizado pela Brazucah Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal, através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. O evento em Caruaru é o segundo da temporada 2017 do Cinesolar patrocinada pela Votorantim Cimentos (é o terceiro ano em que a Votorantim Cimentos patrocina o Cinesolar). Antes de Caruaru, o Cinesolar esteve em Primavera, no Pará. Depois, o projeto segue para Trindade, também em Pernambuco; Edealina, em Goiás; Itaú de Minas, em Minas Gerais; Cantagalo, no Rio de Janeiro; Rio Branco do Sul, no Paraná; e Esteio, no Rio Grande do Sul.

 

              O Cinesolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público e telão com metragem de 200 polegadas (que são levados para fora para a montagem da “sala de cinema”), além de sistema de projeção e até um EcoDJ.  Quando chega aos locais de exibição (como periferia de grandes cidades, cidades do Interior, até mesmo sem luz elétrica; comunidades e aldeias indígenas), tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas.

 

Durante o evento acontece também a Eco Estúdio Solar - exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar Tupã e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

 

             No período da tarde, das 14h às 17h, acontece na Praça do Artesão a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a 30 alunos de 12 a 14 anos da Escola Municipal Mestre Vitalino. Além de participarem de uma introdução ao audiovisual e de desenvolver um roteiro de cinema, durante a oficina esses jovens produzem um curta-metragem, que é exibido à noite, junto com os outros filmes da programação. 

 

Desde o início das atividades, em 2013, o Cinesolar, em seus diversos circuitos, realizou 450 sessões e 134 oficinas em 246 cidades de “todo” o País, ultrapassando 70 mil espectadores. A economia de energia elétrica chega a 171 KW, equivalente a mais de três mil horas de uma geladeira ligada. Além de realizar sessões sustentáveis, as temáticas dos filmes trazem a sustentabilidade à tona.

 

           O Cinesolar é a primeira iniciativa de cinema itinerante que funciona através de energia renovável, aliando a difusão cultural e meio ambiente. O projeto conta com os seguintes apoiadores: Surya Brasil, Academia Ecofit, GIZ, Instituto Ideal, Fundação Holandesa Doen, Solar World Cinema, Festival Curta Brasília e da Ecooar (por isso, todas as sessões do Cinesolar têm a compensação de carbono em uma área de reflorestamento no interior de São Paulo).  Tem ainda o apoio tecnológico da Sices Solar e o apoio Institucional da Mercedes Benz. Nos eventos, a Brazucah tem a parceria da Associação Cultural Simbora e da Semearte Productil. Nesse evento, o Cinesolar conta também com o apoio da Prefeitura, da Secretaria de Educação e Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru.

 

            “Nós, da Votorantim Cimentos, ficamos felizes em poder fazer parte desse projeto inovador, que tem por objetivo construir uma relação de longo prazo com as comunidades por onde transita, além de perpetuar temas próximos a todos nós, como a sustentabilidade e a democratização da cultura. É de extrema importância fomentarmos uma reflexão sobre essas questões e sobre como podemos contribuir para que haja uma evolução positiva nessas áreas. É um olhar que devemos ter hoje, mas pensando no amanhã, no nosso futuro”, afirma Mariana Monteiro, gerente de Responsabilidade Social da Votorantim Cimentos.

 

            “O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, diz Cynthia Alario, idealizadora e coordenadora do projeto.

 

CINESOLAR EM CARUARU

 

Dia 30 de agosto, quarta-feira

 

Local: Praça do Artesão, no bairro Alto do Moura. Em caso de chuva, será transferido para o Clube dos Artesãos, ao lado do campo de futebol.

 

Programação

 

18h30 – Exibições de quatro curtas-metragens infantis, com a temática da sustentabilidade. Serão apresentados “Pajerama” (9min) e “Procura-se” (15min), além de outros dois filmes da mostra “Curtas Brasília”, escolhidos na hora. 

 

19h15 - Apresentação do grupo “Maracatu Mirim”

 

19h30 – “Cine Holliúdy” (91min)

 

A entrada para é franca e aberta a todos (com exceção das Oficinas de Cinema).

 

Das 14h às 17h acontece a Oficinema Solar (Oficina de Cinema), evento fechado, voltado a 30 alunos de 12 a 14 anos da Escola Municipal Mestre Vitalino. Será realizado na Praça do Artesão.

 

Durante o evento acontece o Eco Estúdio Solar - exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias

 

** O projeto é realizado pela Brazucah Produções, Ministério da Cultura e Governo Federal.  O projeto conta com os seguintes apoiadores: Surya Brasil, Academia Ecofit, GIZ, Instituto Ideal, Fundação Holandesa Doen, Solar World Cinema, Festival Curta Brasília e da Ecooar (por isso, todas as sessões do Cinesolar têm a compensação de carbono em uma área de reflorestamento no interior de São Paulo).  Tem ainda o apoio tecnológico da Sices Solar e o apoio Institucional da Mercedes Benz. Nos eventos, a Brazucah tem a parceria da Associação Cultural Simbora e da Semearte Productil.

 

***. Nesse evento, o Cinesolar conta também com o apoio da Prefeitura de Caruaru, da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação de Educação e Cultura de Caruaru.

 

 

 

Sobre o filme “Cine Holliúdy”

             

          Produzida em 2012 e lançada no ano seguinte, essa comédia brasileira de 91min, dirigida por Halder Gomes, com elenco formado por nomes como Edmilson Filho, Miriam Freeland, Roberto Bomtempo e Falcão, se passa no interior do Ceará, na década de 70. Na história, a popularização da TV fez com que os habitantes da cidade passassem a desfrutar de um bem até então desconhecido. Mas a “novidade” afastou as pessoas do cinema. É nesse momento que Francisgleydisson (Edmilson Filho) entra em ação. Ele é o proprietário do Cine Holliúdy, o pequeno e único cinema da cidade. A difícil missão de Francis é manter vivo o cinema como opção de entretenimento na pequena cidade do interior cearense.

 

            Antes de adquirir o cinema, Francisgleydisson era dono de um cinema mambembe, montado na traseira de seu carro nas praças das várias cidades por onde passa. Ousado, sonhador e empreendedor, ele leva a esposa (Miriam Freeland) e o filho para a cidadezinha do interior, onde imagina não existirem ainda aparelhos de televisão, e gasta todo o seu dinheiro na aquisição de um imóvel para o “Cine Holliúdy”.

 

            Mesmo divertido e ficcional, o filme parte de situações reais vistas e vivenciadas pelo diretor em sua infância, no Ceará, como o fechamento de diversas salas de cinemas.

 

           Um dos aspectos mais surpreendentes da história é que o filme é falado em um dialeto que Halder Gomes chama, original e carinhosamente, de cearensês. Por isso, o filme é acompanhado por legendas para que o público possa acompanhar e compreender melhor as gírias, sotaque e modo de conversar dos moradores do interior do Ceará.  “Não quis tirar a característica natural dos atores, que era fundamental no filme. Nosso País possui diversos dialetos, dentro de seu próprio idioma. É muito importante mostrarmos isso de forma verdadeira. É uma forma de o Brasil se autodescobrir”, explica o diretor.   

 

Sobre o curta “Procura-se” (15min)

        

           Dirigido por Iberê Carvalho, o curta mostra a história de Camile, que está determinada a encontrar seu cachorro bolinha, mas para encontrá-lo precisará viver a maior aventura da sua vida.

 

Sobre o curta “Pajerama” (9min)

 

           Na história dirigida por Leandro Cadaval, um índio é pego numa torrente de experiências estranhas, revelando mistérios de tempo e espaço.

 

Sobre a Brazucah Produções

 

A Brazucah é uma produtora cultural e agência de comunicação que tem como objetivo a formação de público para o cinema brasileiro.

 

   Desde 2002 no mercado de cinema, a Brazucah já realizou, em seus diferentes projetos, ações de divulgação para mais de 120 filmes dos mais diferentes perfis, como “Gonzaga - de pai pra Filho”, de Breno Silveira; “Raul – o início, o fim e o meio”, de Walter Carvalho; “Xingu”, de Cao Hamburguer; e “Uma Noite em 67”, de Ricardo Calil.

           Como produtora cultural, a Brazucah desenvolve projetos culturais com foco em cinema brasileiro e sua democratização em parceria com organizações, empresas e marcas.  Seus projetos em conjunto  já realizaram mais de 1500 eventos  para um público superior a 200 mil espectadores. Além do Cine Autorama, se destacam projetos como o Cinesolar e o CineB.

 

 

Sobre a Votorantim Cimentos

 

Presente no negócio de materiais de construção (cimento, concreto, agregados e argamassas) desde 1933, a Votorantim Cimentos é uma das maiores empresas globais do setor, com capacidade produtiva de cimento de 56,8 milhões de toneladas/ano e receita líquida de R$ 14 bilhões, em 2015. A Votorantim Cimentos possui unidades estrategicamente localizadas próximas aos mais importantes mercados consumidores em crescimento e está presente em 13 países, além do Brasil: Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, China, Espanha, Estados Unidos, Índia, Marrocos, Peru, Tunísia, Turquia e Uruguai. 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Ganhe Dinheiro Revendendo Roupas

Vídeos relacionados